Postura e suas pérolas

Comentários

4

Daniela

janeiro 13, 2015 10:01 pm Responder

Profa. Mari!

Quantas massagens é adequado o profissional realizar por dia? Tem alguma norma que regulariza isso? Obrigada!

    maricnegrao81

    janeiro 15, 2015 6:39 pm Responder

    Não existe um limite, acredito no bom senso e no conhecimento do profissional de seus próprios limites 🙂

Débora

janeiro 14, 2015 1:39 pm Responder

É enfim a dor do esteticista é sempre relegada a um segundo plano, os donos de estabelecimentos não são esteticistas e não querem entender o quanto é desgastante, eles anunciam nas vendas coletivas, sobrecarregam o funcionário, e ainda por cima o trabalho não fica eficiente , ai a cliente chega pra vc e fala , já fiz modeladora e não resolve nada. Dá uma raiva ouvir coisas assim , ou aquelas tipo , eu comprei um pacote muito mais barato que o seu , vc cobra muito caro.

Lucilene Carvalho

janeiro 23, 2015 12:53 am Responder

Sou esteticista há quase 3 anos e meio.. e há 3 anos trabalho como esteticista autônoma.
O que mais faço é massagem modeladora, pois a procura por este tratamento é o mais procurado.
Tem dias que faço 8 modeladora… de 1h ou também sessões de 35 minutos. (com ultrassom). entre uma e outra, às vezes encaixo uma limpeza de pele, uma depilação. Isso nos dias que faço umas 5 modeladoras consigo fazer este encaixe.
Em 2013, eu queria que meu nome ganhasse espaço no mercado e me afundei no trabalho… sem intervalos para relaxar e alongar. mal dava tempo de ir ao banheiro. remanejava a agenda para atender além do meu limite. Final de ano travei e fui para no hospital.
Em 2014 decidi mudar, mas quase nada consegui…e ai as dores começaram… meus punhos latejavam.. minha lombar queimava… meus ombros doíam. teve época que eu mal conseguia segurar um talher por muito tempo. Fiquei exausta ao extremo…
No fim de 2014 resolvi mudar.cansei de me doar tanto e não estar bem para poder atender… Mudei minha agenda. Aumentei os espaços, comecei pilates. E em pouco tempo, já notei a diferença.
Agora em 2015 mudei radicalmente minha agenda.
Continuo no pilates, o que me fez muuuuito bem e melhorou muito na questão de dores. Espacei as massagens com 20 ou 30 minutos até. Meu horário de almoço é sagrado para eu descansar, colocar as penas para o alto e até mesmo tirar uma soneca. Deixei na agenda tudo certo que a cada três meses, tirarei 1 semana de descanso. Não trabalho aos domingos (o que já fiz muito trabalhar de domingo à domingo) e também não trabalho às segundas para poder fazer as minhas coisas. Um compromisso comigo.
Sou diabética e não posso me descuidar. Tenho horário para tudo. Ainda assim, vira e mexe, entre um atendimento e outro, tenho hipoglicemia e tenho que pedir licença para a cliente para que eu regularize minha taxa glicêmica com um doce, uma bala ou suco.
Todas sabem e agora respeitam minhas regras.
Fora o belo contrato de prestação de serviço que repasso a cada uma com as leis e regras do meu ambiente de trabalho.
Melhorou muito. Porque para atender bem e prestar um serviço de qualidade, EU PRECISO ESTAR BEM EM PRIMEIRO LUGAR.

Bom.. adorei a matéria Mari.. infelizmente é bem assim que acontece. Mas vamos a luta e ganhar nosso espaço..

bjo à todas

Comentar