Estética Baseada em Evidencias e suas pérolas

Comentários

11

Andre Ignacio

Maio 27, 2015 2:32 am Responder

olá Mariana, aproveitando o tema MBE, vejo diversos profissionais (muito conceituados inclusive) realizando aplicações de kinesio taping com o objetivo de se diminuir o edema. Porém os poucos estudos existentes sobre o assunto (mas com boas metodologias) não mostram bons resultados com esse tipo de intervenção.
Gostaria de saber sua opnião sobre o assunto.

    maricnegrao81

    Maio 27, 2015 4:10 pm Responder

    André,
    Fiz o curso de Kinesio em 2013. Adorei o curso e aplico em clientes porém não há mesmo evidencia cientifica. Mas na pratica clinica eu vejo melhora sim! Infelizmente temos poucos estudos que comprovem, acaba caindo no mesmo caso da carboxi, muita gente faz mas cientificidade ainda não há! Mas eu particularmente adoro

      Andre Ignacio

      Maio 27, 2015 4:57 pm Responder

      http://search.pedro.org.au/search-results?calc_text=kinesio+taping+swelling&-find=Search

      No link, 3 estudos muito bem conduzidos não mostraram diferença entre aplicar kinesio ou não para diminuição do edema.

      Minha visão é de que o edema melhora pelo seu curso natural independente do uso da KT. E esses são os bons resultados da prática, melhora porque iria melhor de qualquer forma.

      Agradeço sua atenção e opnião exposta Profª, abraços!

        maricnegrao81

        Maio 27, 2015 6:54 pm Responder

        Tenho grandes amigos que trabalham com Kinesio, muitos mestres de cursos e ainda há muito a estudar, mas devo confessar que os clientes amam a tal fita.

André Ignacio

Maio 27, 2015 5:11 pm Responder

Aliás, um dos estudos obteve melhora sim, mas quando o KT foi associado a compressão do membro. Abraços

    maricnegrao81

    Maio 27, 2015 6:53 pm Responder

    Vamos continuar estudando e publicar! Esse é o caminho!

Ricco Porto

Maio 27, 2015 6:45 pm Responder

Mari meus parabéns, sem dúvidas um dos melhores textos que já li no Blog. Tenho visto em todos os lugares onde eu tive oportunidade de estar nesse Brasil, que o perfil do esteticista já mudou e vai continuar mudando. E quando o perfil do profissional muda o perfil da Estética também muda. Percebo nos meus cursos por exemplo, pessoas extremamente capacitadas e questionadoras, que nos cobram (com todo o direito) embasamento para tudo que estamos pregando em sala. E isso é bom por que nos impulsiona a estudar (formal e informalmente) e buscar cada vez mais bases científicas e sólidas em detrimento de nossas opiniões pessoais, principalmente quando estamos transferindo conhecimento. Acredito e respeito muito as práticas clínicas e experiência de pessoas que tem mais tempo de Estética do que eu de vida. Mas muitas vezes esses conhecimentos, se não baseados em evidências, não tem reprodutibilidade em nível mundial para qualquer realidade e não dão o respaldo que precisamos para apresentar aos nossos clientes.

    maricnegrao81

    Maio 27, 2015 6:53 pm Responder

    Vindo de vc é um baita elogio! Esse é o caminho! estética científica só da boca para fora não vale! Seguimos juntos parceiro!

Soraya

Maio 29, 2015 2:00 pm Responder

Bom dia Mariana!! Parabéns pelo seu texto e concordo com Professor Ricco Porto em relação a ser um dos melhores texto já lido.
Mari acompanho vc sempre e adoro ler o que vc escreve, porque sei que tudo vem em cima de muito esforço e estudo! E por isso me espelho em vc, e cada vez mais venho sendo critica em tudo. Principalmente em esta colaborando na orientação de futuras esteticista que estão entrando no mercado agora, e vem fazendo algumas que acaba nos prejudicando e assim vamos cada vez mais ficando desacredita no nosso trabalho!
Parabéns Mariana Negrão sou sua fã viu! Um bj

Maria Helena

junho 5, 2015 12:33 pm Responder

Ótimo texto.Mas como infelizmente não temos aqui no nosso país pesquisas científicas sobre as práticas estéticas apenas o que vem de fora temos que algumas vezes nos basear em nossa vivência clínica… Infelizmente. Sendo assim concordo com você que esses profissionais fazem uso de algo que eles não podem nem citá a fonte científica.

Carol Portela

setembro 16, 2016 2:35 pm Responder

Amei o texto! Realmente sinto muito falta dessa postura no curso. Mas Graças a Deus tem pessoas que pensam diferente. O que você diz sobre a fotografia na estética? Percebo muitos tratamentos que são acompanhados por fotografias sem padrão algum…

Comentar