A guerra de preço e a concorrência desleal

Comentários

8

Carmen Aguiar

Março 29, 2016 9:35 pm Responder

Texto perfeito ! Me identifico muito com você Mariana Negrão. Parabéns, faço das suas palavras as minhas sem tirar nem uma vírgula. Realmente, é triste e lamentável como as pessoas te massacram quando você vai pelo caminho do bem e correto, até parece muitas das vezes que você é o errado, rs…Mas é isto, temos que ser nossa essência sempre, não nos deixar manipular por A, B ou C. Estudar, mostrar conhecimento e dar segurança ao cliente no que se compromete a fazer sempre foi e será meu maior diferencial. Continue escrevendo suas matérias espetaculares, certamente você é uma incentivadora na nossa área, área essa, infelizmente “tão pobre” de pessoas comprometidas em buscar comprovações, ler e estudar com dedicação plena. Relato isso como Instrutora/ Facilitadora ou Professora (como queiram denominar rs..), pois não tenho vaidade com títulos e sim com os “conteúdos” que tento passar adiante. Um grande abraço.

rizia Ianati

Março 30, 2016 9:49 am Responder

Texto magnífico amei temos mesmo é que valorizarmos afinal de contas somos verdadeiros profissionais

Letícia Eli

Março 31, 2016 4:39 pm Responder

Muito bom pro, e infelizmente temos é que pedir a deus sabedoria para lidar com tanta deslealdade, pois quem trabalha certo e honesto, será sempre recompensado!

Um bjo

Arnaldo V. Carvalho

junho 29, 2016 1:21 am Responder

Excelente texto. Há algum tempo publiquei um no mesmo sentido, direcionado a terapia Shiatsu, e acho que as informações de um e outro são bastante convergentes e complementares. Apesar de serem profissões distintas, tratam-se de dois serviços prestados individualmente, e em relação a chamada “precificação”, a problemática parece mesmo idêntica.
O link para meu artigo (dividido em três partes pois ficou enorme):
Citarei o seu, com certeza. Mariana Negrão. Obrigado mais uma vez e parabéns.

Arnaldo V. Carvalho

junho 29, 2016 1:26 am Responder

Excelente texto. Há algum tempo publiquei um no mesmo sentido, direcionado a terapia Shiatsu, e acho que as informações de um e outro são bastante convergentes e complementares. Apesar de serem profissões distintas, tratam-se de dois serviços prestados individualmente, e em relação a chamada “precificação”, a problemática parece mesmo idêntica.

O link para meu artigo (dividido em três partes pois ficou enorme): https://shiatsuemocional.wordpress.com/2013/09/19/curso-caro-a-formacao-de-precos-no-shiatsu-parte-1-cursos/

Citarei o seu, com certeza. Mariana Negrão. Obrigado mais uma vez e parabéns.
Texto do site:

Beatriz

setembro 4, 2016 12:56 pm Responder

Olá Mariana, penso exatamente como vc, mas infelizmente isso existe e muito… aqui na minha cidade (interior mas nao muito pequena) há muito disto.. esta semana mesmo estávamos dando um curso de drenagem linfatica (tb sou prof) e quando falamos de valores, que infelizmente aqui em nossa cidade nao podemos cobrar um valor realmente justo pois o cliente aqui nao tem esta cultura de valorizar o bom profissional e tal…efim, comentamos e em outros locais algumas pessoas cobram até 200 reais uma sessão… e a aluna disse: eu cobro 200 prof mas o pacote de 10 sessoes… affff choquei… é para acabar né… a gente se mata para estudar e não consegue cobrar o valor justo por causa dessas criaturas que não valorizam seu próprio trabalho…. afff… e vai por na cabeça do cliente o por que que ele tem que pagar 200 e não 20 pelo mesmo procedimento em época de crise!! triste né! aqui mesmo em nossa cidade, os proprios profissionais ou estudantes nao valorizam os cursos oferecidos por bons profissionais locais.. pensa na luta para conseguir alunos aqui… mas na capital proxima, pagam até 3000em cursos de profissionais desconhecidos pq acham que sao melhores que os que estao proximos e ainda muitas vezes pagam para ouvir besteiras e depois cobrar barato em procedimentos, ou seja, nem o retorno do investimento tem em seus atendimentos…. vai entender a visao errônia desse povo!!

Bianca

Fevereiro 27, 2017 1:15 am Responder

Essa guerra é terrível, impossível não se irritar! Estou passando por isso, tem hora que dá um desespero… passa pela cabeça… será que vou conseguir sobreviver com as pessoas oferecendo criolipólise a 200,00??? Não posso me rebaixar a isso, não mesmo! Até porque meu atendimento é todo diferenciado… aí é que está.
Seu texto veio na hora certa! Eis a questão, destacar meu diferencial e parar de brigar nesse preço ilógico e insustentável.

Obrigada

michele

junho 1, 2017 6:02 pm Responder

Compartilhado muitas vezes, copiado muitooooo, esse tipo de cópia super vale a pena, compartilho da mesma idéia só que ela foi escrita por você lindeza!!!

Comentar